ILHA DE ITAPARICA

É a maior ilha da Baía de Todos os Santos e um dos referenciais turísticos do Estado.
Possui um potencial extraordinário de recursos naturais, 
guardando recantos de grande beleza natural, situados em lugares bucólicos,        
de extrema beleza. Possui também seus dotes da terra,como sua água mineral, 
com características hipotermal e francamente radioativa. 
Passou a ser considerada Estância Hidromineral em 1937. 
Na parte voltada para o oceano, apresenta uma     cadeia de recifes,
numa extensão de 15 Km, formando piscinas naturais, 
ótimas para banho. 

Além da importância histórica e singularidade geográfica, a Ilha de Itaparica possui um conjunto histórico e arquitetônico dos mais aprazíveis, praias de águas mornas, folclore diversificado, artesanato próprio e culinária das mais apreciadas em todo o Brasil.

Os registros históricos sobre a ilha são riquíssimos, destacando-se a vinda, em 1510, do navegador português Diogo Álvaro Correia, o “Caramuru” que, enamorado da princesa tupinambá “Paraguaçu”, filha do cacique Taparica, desposou-a, fundamentando, a partir desta união, a junção das raças européia e indígena, formando então a primeira família genuinamente brasileira.

Os afamados estaleiros da Ilha de Itaparica eram também empório de construções navais da colônia: ali se armou à primeira quilha da Marinha de Guerra no Brasil. Nesta época também existiam 5 destilarias de aguardente, além das fábricas de cal (nove, em meados do século XIX). Porém, a maior atividade econômica da Ilha foi à pesca da baleia, sobretudo durante os séculos XVII e XVIII, por este fato, antes de chamar-se de Itaparica era conhecida como Arraial da Ponta das Baleias.

A ilha de Itaparica está localizada a 13 km (via Ferry-boat) de Salvador e é a maior das 56 ilhas da Baía de Todos os Santos. A ilha possui mais de 40 km de praias, com abundante vegetação tropical, onde predominam exuberantes coqueirais e muita história para contar, tendo defronte a cidade de Salvador, ao longe, separada pela Baía de Todos os Santos. “A ilha”, como é carinhosamente chamada pelos seus moradores, veranistas e turistas, tem 246 km² e 55,000 habitantes distribuídos em dois municípios: Itaparica, onde se localiza a única fonte de água hidromineral a beira mar das Américas, Vera Cruz, que se dá o luxo de ter a sede com outro nome, assim: Vera Cruz, capital: Mar Grande.

Entre Itaparica, sede do município e Cacha Pregos, pontos extremos da costa da ilha, existem praias belíssimas com ótimas condições para banho e segurança. Uma linha de recifes lhe serve de quebra mar, diminuindo a força das ondas e formando um viveiro natural de polvos, lagostas e outros mariscos. A maioria destas praias tem águas rasas, mansas e mornas.

A ilha dispõe e oferece serviços de qualidade em todos os níveis – hotel, restaurantes com deliciosos frutos do mar, passeios de barco, pára-quedismo e uma infinidade de opções de entretenimentos.
Fonte da bica
NÃO DEIXE DE VISITAR O CENTRO DA CIDADE HISTÓRICA DE ITAPARICA, ONDE SE ENCONTRAM OS MONUMENTOS HISTÓRICOS; A EXEMPLO DE IGREJA DO SECULO XVII,  ESTÂNCIA HIDROMINERAL ÚNICA A BEIRA MAR NO BRASIL E  MAIS DE 1000m DE ORLA, ONDE ACONTECE O MAIS BELO POR DO SOL DA BAHIA. VALE MUITO A PENA REGISTRAR.    

RESERVAS

 

FAÇA AVALIAÇÕES, SUGESTÕES, ELOGIOS OU CRÍTICAS DO HOTEL POUSADA MARES

AVALIAÇÕES IMPORTANTES:

CLASSIFICADO COMO EXCELENTE